Feng Shui para o quarto

feng-shui-para-o-quarto

Feng Shui para o quarto

A partir de algumas dicas simples de decoração, Feng Shui para o quarto é possível favorecer a circulação de energias e evitar bloqueios que potencializam a tristeza, o desânimo, a fadiga emocional e até origina doenças. A técnica pode ser aplicada em cada ambiente da casa. Neste artigo vamos dar dicas para harmonizar as energias do quarto.

O Feng Shui é a arte milenar de origem chinesa que nos auxilia na harmonização de ambientes. E assim, para a promoção de bem estar emocional, prosperidade e saúde.

A cama ideal segundo o Feng Shui

Para que as energias Yin e Yang possam fluir adequadamente é ideal que a cama tenha uma cabeceira de madeira. Se isso não for possível, adicione elementos que componham o material indicado. Este cuidado servirá de apoio e suporte às energias dos elementos aplicados no cômodo e auxiliará no reparo das energias do corpo que foram utilizadas durante o dia.

Lembre-se de posicionar a cama em sentido diagonal à porta do quarto, porta do banheiro e armários. Desta forma, a energia chi não atinge a cama diretamente.

Esta medida favorece a sensação de controle sobre a própria vida.

Para o melhor aproveitamento da técnica, recomenda-se, que a cama possua um espaço aberto entre o móvel e o chão. A energia deve fluir ao redor de seu corpo, portanto, dispense as camas com gaveteiros que bloqueiam este fluxo energético.

Mesinhas e criados mudos

As mesinhas, ou, criados mudos, posicionados em cada lateral da cabeceira, proporcionam a sensação de equilíbrio essencial para a mente. Utilize objetos decorativos como abajures ou luminárias para potencializar o conforto e a iluminação do ambiente. Evite posicionar a cama sob o ponto de iluminação no teto para que não se sinta pressionado durante a noite.

Televisores, mesas e espelhos

O ideal é que não haja aparelhos eletrônicos, mesas de trabalho ou, espelhos no quarto. Contudo, se não houver alternativa, para um maior conforto e relaxamento da mente e do corpo, cubra os televisores, os espelhos, e também a mesa de trabalho com um lenço durante a noite.

Escolha uma palheta de cores ideal para compor o espaço com o seu estilo de vida e consulte um profissional para um melhor aproveitamento da técnica.


Saiba mais… Como essa técnica funciona?


Loja virtual: Encontre alguns produtos para Feng Shui disponíveis em nosso website [ir para loja]


 

Feng Shui 2016 – Harmonizar a casa e o trabalho

feng-shui

Em 2016, quando falamos em Feng Shui e a importância de harmonizar um ambiente, pensamos em deixar o ambiente organizado. Que bom seria, se fosse tão simples assim.

Já se deparou com ambientes limpos e impecáveis, mesmo assim teve a sensação de que algo não estava “bem”?

Pelos cinco sentidos (visão, olfato, tato, audição e paladar) somos surpreendidos por sensações incômodas e nem sempre sabemos as definir. É porque a harmonização de ambientes atinge uma outra dimensão de nossa percepção – sentir além dos cinco sentidos.

As “regrinhas”

Para um ambiente estar de fato harmonizado, é preciso utilizar algumas “regrinhas” que auxiliam a mapear um ambiente. É facilitar a percepção do que ele nos diz. Há quem tenha facilidade nesta percepção – intuição. Muitas vezes nem precisamos destas regrinhas, apenas necessitamos de pequenos ajustes, desde que dentro da filosofia do Feng Shui.

Eu chamo de “regrinhas”, alguns conceitos das técnicas de harmonização de ambientes. Existem algumas escolas de Feng Shui, cada qual com a sua filosofia. Assim como existem outras culturas com as suas técnicas e suas filosofias. Não há “certo ou errado”. E sim, o que mais tem a ver contigo… o que mais o seu coração aceita como verdade.

O Feng Shui

O Feng Shui trabalha com nove áreas: Sucesso, Relacionamentos, Criatividade, Amigos, Trabalho, Espiritualidade, Família, Prosperidade e Saúde. Baseado no Taoismo, os trigramas do I Ching (três risquinhos dos baguás) estão relacionados com cada uma destas áreas.

Este conhecimento traz muitas possibilidades aliados à psicologia das cores, à metafísica, à organização entre outros, enriquecendo nosso autoconhecimento. Além de facilitar a percepção da “leitura” dos ambientes em que moramos ou trabalhamos.

Antigamente, o Feng Shui servia como “boas práticas” para que o cultivo da agricultura fosse o mais produtivo possível. Com essas observações e atitudes a prosperidade era alcançada nas plantações de arroz, no Oriente. Assim o conhecimento foi se alastrando mundo afora.

Já em 2016, quando falamos em Feng Shui

O lar acolhedor deve ser “renovador de baterias” e proporcionar um dia seguinte produtivo. Quando não há harmonia, há um comprometimento da saúde emocional dos que convivem lá. Assim como um maior desgaste de energia da(s) pessoa(s) durante o dia em seus trabalhos, sejam eles domésticos ou não.

Um sono tranquilo e reparador, onde o inconsciente não atue de forma negativa, permite uma estabilidade emocional aos seus moradores. Para se extrair o melhor de cada ambiente é preciso respeitar as regrinhas para permitir que o Ch’i flua adequadamente. As posições dos móveis, a utilização de “curas e ativações” (elementos estratégicos) nos ambientes, a organização dos espaços, as substituições de objetos quando necessários ou a utilização de novos objetos são algumas adequações para que o Ch’i flua harmoniosamente.